• Home »
  • Agenda »
  • Lançamento do livro Memórias de um Despertar de Pedro Elias | Vila de Rei | Biblioteca Municipal
Lançamento do livro Memórias de um Despertar de Pedro Elias | Vila de Rei | Biblioteca Municipal

Lançamento do livro Memórias de um Despertar de Pedro Elias | Vila de Rei | Biblioteca Municipal

Chegou finalmente o momento mais esperado por todos os leitores de Pedro Elias: o lançamento de Memórias de um Despertar, o último livro da trilogia que se inicia com Murmúrios de um Tempo Anunciado e seguido de Janelas entre Dois Mundos.

 

C O N V I T E

Memórias de um Despertar de Pedro Elias que será publicado a 10 de Junho de 2014 10 de Junho 2014 – 14:30 Vila de Rei / Biblioteca Municipal

Memórias de um DespertarPedro Elias  10 de Junho de 2014 14:30
Vila de Rei / Biblioteca Municipal

10 de Junho 2014 – 14:30
Vila de Rei / Biblioteca Municipal

Sessão de Lançamento do Livro: Memórias de um Despertar

14:00:  Video-Exposição –  Memórias de um Despertar – O Silêncio e Lys na Arte

14:30: Fazedores da Mudança: apresentação e projetos

14:45: Abertura da Sessão de Lançamento e Momento Musical e Dança com a participação de Alexandra Bagtalia (Amalgama Companhia de Dança), Ana Júlia e Pedro Elias.

Apresentação do livro com: Sérgio Pratas, Teresa Gomes Mota e Pedro Elias

16:30: Sessão de Autógrafos, vídeo-Exposição – Memórias de um Despertar – O Silêncio e Lys na Arte

 

 

Para abrir o apetite aos amantes da LEITURA nomeadamente de romances partilhamos um pequeno excerto do livro:

 

Romance Memórias de um Despertar de Pedro Elias

Para fazer o Download do Romance Memórias de um Despertar de Pedro Elias, clique na imagem.

A Revolução que mudou Portugal e o Mundo – Capítulo 3 do romance Memórias de um Despertar

Este capítulo faz parte do romance Memórias de um Despertar de Pedro Elias que será publicado a 10 de Junho de 2014 e que neste momento está a ser distribuído gratuitamente como um contributo da editora e do autor para os tempos de hoje, mostrando de forma clara que é possível fazer diferente e sair da crise colocando no centro da acção humana, as pessoas e o seu bem-estar. Através dessa revolução, Portugal torna-se um exemplo para o mundo e o farol desse Novo Paradigma que desperta.

«Desde o dia em que nos conhecemos que as nossas Almas se uniram numa tarefa comum, que acabou por ganhar expressão no matrimónio que nos juntou para o resto das nossas vidas. Fomos muito felizes em todos esses anos que passámos juntos, estando eu a seu lado para o inspirar, dar confiança e segurança, à medida que a Vida foi pedindo dele a acção que ele mesmo recusava realizar por sua própria iniciativa, sendo obrigado a sair do conforto da toca e assumir as responsabilidades que a sua Alma tinha como parte integrante de um Plano há muito determinado.

E a Vida, como sempre acontece, acabou por chamá-lo. Certo dia, ao caminhar por uma rua junto da nossa casa, um mendigo estendeu-lhe a mão e pediu ajuda. Ele aproximou-se e retirou algum dinheiro para lhe dar, o que o mendigo recusou, dizendo: «Não quero o seu dinheiro, quero que mude o país para que não haja mais mendigos como eu». Disse-me, na altura, que o olhar daquele mendigo entrou por ele adentro de tal forma que lhe tocou a Alma, como se fosse a voz de um mestre a falar através dele.

Compreendeu, a partir de então, que era a Vida que o estava a chamar para assumir as suas responsabilidades, algo que se tornou claro dias depois, quando recebeu um convite de uma plataforma de cidadãos que iria candidatar-se às eleições autárquicas do concelho onde morávamos e que lhe propôs que encabeçasse a lista e se tornasse o novo presidente da câmara.

E este foi o seu primeiro desafio: candidatar-se a presidente da câmara, através de uma plataforma formada por pessoas descontentes com o modo como esta tinha sido gerida pelos vários partidos que ali alternavam, ao longo dos anos, e onde os comportamentos e as práticas eram os mesmos, sempre em benefício de uns poucos, independentemente da cor partidária.

A sua campanha foi simples, mostrando que era possível fazer diferente e não apenas melhorar o que já existia como remendos que se colocam para tapar dificuldades. Em nenhum momento se reportou ao passado, ao que foi mal feito, aos erros cometidos e práticas menos correctas, mas apenas ao futuro, àquilo que era a sua proposta para uma transformação radical na forma como se geria um município, assente noutros valores e com outros objectivos.

A sua postura humilde e o carisma genuíno que vinha de alguém que não tinha máscaras, agendas ocultas, interesses, fez dele um verdadeiro líder. Não foi, por isso, nenhuma surpresa para quem se cruzava com ele pelas ruas, a sua eleição, embora a nível nacional e na palavra dos comentadores políticos ….» in: http://www.caminhosdepax.pt/editora/catalogo/pedro-elias/memorias-de-um-despertar-pre-reserva/download.html

Será que algum dos nossos leitores consegue a resposta a estas questões?

  • Como acabará a história de João e Vera? Será que eles finalmente se vão encontrar?
  • Que Revolução é esta que mudará Portugal e servirá de exemplo para o Mundo?
  • Será que o David vai mesmo conseguir implementar um modelo alternativo onde todos vivem sem dinheiro? Como?
  • Qual a relação entre o Oriente e o Ocidente?
  • E a pequena Maria….qual a sua verdadeira função? O que é que a Vida lhe reserva?
  • Vila de Rei, terras de Sta. Isabel e Dinis….porquê o lançamento deste livro aqui?

Se nada se alterar, pois a Vida tem o dom de nos surpreender, esta será a última vez que o Pedro falará em público sobre os seus livros, encerrando assim um ciclo de 21 anos.

Por tudo isto e muito mais,  seria importante poder contar com a sua presença neste momento único e tão especial.

Deixe a sua opinião..

Share