Turismo Rural | PortugalRur tem cerca de dois mil imóveis

Turismo Rural | PortugalRur tem cerca de dois mil imóveis

A presente nota, elaborada com base em documentação em parte já publicada, serve para provar a possibilidade de ter sucesso, mesmo laborando no interior, no caso concreto em Proença-a-Nova.

Saudamos assim este nosso Amigo e a sua equipa.

…………………

Turismo Rural | Neste momento a PortugalRur tem cerca de dois mil imóveis (rurais exclusivos, de luxo e de investimento) em comercialização e 1500 visitas únicas/dia ao website, oriundos de países estrangeiros. Números que demonstram que o património, a História e o país rural são ainda bons investimentos.

Portugueses continuam a investir em propriedades rurais e de luxo

“Apesar do interesse estrangeiro no património português, o mercado português mantém o nível de procura que nos habituou ao longo destes anos, sendo que, nos imóveis mais premium, está a haver um interesse superior”, esclarece o responsável.

Além da crescente procura de propriedades rurais, a PortugalRur, tem também verificado um aumento na procura por imóveis de luxo no eixo Lisboa-Cascais, motivo pelo qual acabou de fazer um investimento na capital, de forma a fazer um acompanhamento personalizado ao cliente. “Denotamos que esta procura crescente de imóveis de luxo acompanha o crescimento e peso de determinados mercados estrangeiros no imobiliário em Portugal. Também, no caso de belgas e franceses, a procura está a ser alavancada pelos benefícios fiscais de que usufruem no nosso país. No caso dos compradores de fora da europa comunitária, a obtenção de Golden Visa é um factor de grande importância para a decisão de investimento”, admite o responsável.

Monte dos ‘Capitães de Abril’ à venda por 850 mil euros

Monte dos 'Capitães de Abril' à venda por 850 mil eurosMonte dos 'Capitães de Abril' à venda por 850 mil eurosNo dia 9 de Setembro de 1973, em Alcáçovas, perto de Viana do Alentejo, 136 membros das forças armadas, entre os quais 95 capitães, 39 tenentes e 2 alferes, reuniram-se clandestinamente no Monte do Sobral e nesta reunião nasceu o “Movimento dos Capitães”, aquele que iria derrubar o regime do Estado Novo e instaurar a democracia no dia 25 de Abril de 1974.

Passados 40 anos da data da instauração da liberdade em Portugal, o célebre Monte do Sobral que serviu de berço ao movimento revolucionário dos Capitães de Abril, encontra-se à venda por 850 mil euros. Com quatro hectares e um casario com cerca de 3.500 m2 de área, a propriedade está vocacionada para a prática de Turismo Rural e realização de eventos.

Este e outros imóveis importantes da história portuguesa encontram-se neste momento à espera de um novo proprietário, como por exemplo a Quinta do Palácio da Torre, residência do Rei D. Fernando II, construída em 1860, sob a direcção do Arquitecto Cinatti de Siena, ou a Quinta com palacete de 1894 e parque botânico, próximo de Coimbra, visitada pela Rainha D. Amélia.

E se o imobiliário em geral tem vindo a passar momentos difíceis nos últimos tempos, a comercialização de propriedades rurais, palácios, palacetes, quintas e imóveis de luxo não tem sentido essa ‘crise’. Muito pelo contrário, Francisco Grácio, administrador da PortugalRur, empresa familiar de capitais nacionais, que surge em 2000, para se dedicar a este nicho de mercado, revela que o mercado e a tipologia dos seus clientes não estão expostos à conjuntura económica, pelo que é natural a procura crescente por imóveis rurais exclusivos e de investimento.

Francisco Grácio explica inclusive que nestes períodos se fazem melhores negócios imobiliários, o que também contribui para o aumento do número de transacções. “Um outro motivo para a dinâmica deste mercado será a procura crescente, por todos nós, mas também por estrangeiros, de um Portugal genuíno. Isso está a criar a revitalização e repovoamento de algumas zonas do interior e novas oportunidades de negócio, o que leva à dinamização do mercado imobiliário rural, quer residencial, quer de investimento, para sectores como a hotelaria, a agricultura ou a pecuária”, salienta o responsável.

O administrador da PortugalRur adianta ainda que ao longo destes anos, se registaram algumas tendências e picos na procura, nomeadamente, um período em que espanhóis tinham grande interesse em herdades no Alentejo, para plantação de olival. Nos últimos anos, verificou-se também uma grande diversificação da origem de quem procura imóveis rurais com destaque para o mercado chinês, francês, belga, holandês ou brasileiro, mas também de muitas outras proveniências. Cada um destes mercados com o seu interesse muito bem definido.

Fonte: Diário Imobiliário

Reportagem do programa da RTP – 6ª às 9

Publicação de PortugalRur.

 

Portugal_Rural

http://www.portugalrur.pt

Recentemente foi lançada em Paris a Revista de Imóveis da PortugalRur.

Revista de Imóveis da PortugalRur, recentemente lançada em Paris

Revista de Imóveis da PortugalRur, recentemente lançada em Paris

PortugalRur – Mediação Imobiliária, Lda
Rua Dr. Acúrcio Gil Castanheira, Lote 14
6150-576 Proença-a-Nova

 
Telefone Fax
(+351) 274 670 020
(+351) 274 672 724

 

Share