Vila de Rei – Espaço Florestal (por José Antunes)

Vila de Rei – Espaço Florestal (por José Antunes)

Do território de Vila de Rei que, segundo os dados publicados, tem uma área cerca de 190 km2 e 3400 habitantes, seguramente, 70 % daquela área é floresta.

Esta realidade impõe que qualquer política de desenvolvimento para o território, olhe com particular atenção para a floresta.
Estamos inseridos numa mancha florestal que engloba vários concelhos com a mesma tipologia, ou tipologia muito semelhante, então, porque não encarar o desenvolvimento de ações integradas que visem o mesmo objetivo:

O aproveitamento dos recursos florestais?
Devemos questionar-nos sobre o modo como se tem encarado esta problemática:

– Nos últimos trinta anos o território de Vila de Rei foi assolado por dois grandes incêndios – 1986 e 2003. Que ações de fundo foram tomadas no sentido da prevenção?
– Que prevenção é possível fazer e que prevenção temos?
– Temos uma floresta ordenada e organizada que promova a produtividade e a segurança?
As respostas poderão dar-nos o ponto da situação e a partir daqui, não tenho dúvidas.

É preciso ação.
Sabemos que a propriedade está constituída em mini-fundio e que os proprietários, muitos, estão envelhecidos ou ausentes.

Este enquadramento não ajuda ao desenvolvimento das ações que visem a organização do território, mas não será por isso, que se devam baixar os braços, muito pelo contrário.

A organização do território é (deverá ser) uma prioridade para todos, incluindo aqui as Associações e o Município, com um papel de importância fundamental.
Penso e acredito que com organização e muito trabalho, os resultados vão aparecer porque o principal está aí à espera de ser aproveitado – o potencial florestal em todas as dimensões.

A Floresta é um pilar fundamental no desenvolvimento regional, no interior do país.

Artigo enviado pelo nosso estimado leitor Sr. José Antunes

Share