Sertã – SerQ: Espaços de incubação empresarial completos

Sertã – SerQ: Espaços de incubação empresarial completos

Sertã – SerQ: Espaços de incubação empresarial completos

O SerQ – Centro de Inovação e Competências da Sertã apresentou na passada segunda-feira, as empresas, sedeadas na incubadora empresarial daquela infraestrutura.

 

Paulo Farinha Luís, Presidente da Direção daquele centro, referiu que o SerQ, nesta área de negócio, está a funcionar em pleno, estando os quatro espaços de incubação ocupados por seis empresas (três em coworking).

 

O facto de aquele espaço já se encontrar completo apenas quatro meses após a inauguração e abertura é revelador das potencialidades e dinamismo da infraestrutura. São seis as empresas incubadas no SerQ: Beerural, Getmood, Cofrint, Labseal, Kit Casa e Lumisense.

 

A Labseal é uma startup direcionada para a fabricação de aplicações móveis para IOS e Android na área da gestão, assentes na mobilidade e portabilidade. Pertence ao grupo Sendy’s/Alidata que transferiu recentemente as sedes sociais das empresas para o Concelho da Sertã.

 

A Beerural é uma empresa do setor agrícola que apoia a produção apícola e o escoamento dos produtos, prestando consultoria em projetos e candidaturas. Desenvolve ainda atividades de educação ambiental para crianças do pré-escolar e do primeiro ciclo do ensino básico.

 

A Getmood opera na organização de eventos e fabricação de cerveja artesanal. É responsável pelo evento PROVART – Festival de Cerveja Artesanal que conta já com duas edições realizadas. Esta empresa pretende desenvolver novas cervejas com recurso a novas receitas e evoluir no mercado da cerveja artesanal.

 

A Lumisense é uma empresa do sector agroalimentar, que se encontra na fase de pesquisa e desenvolvimento de equipamentos para a área vitivinícola que analisará vinhos desde a qualidade da vinha à própria produção de vinho, utilizando para isso o espaço e equipamentos do fablab do SerQ. Possui parcerias com instituições de ensino superior nacionais e estrangeiras.

 

A Kit Casa é uma empresa do sector da construção civil com o recurso a aço leve. De construção rápida, não utiliza betão, permitindo a construção em três meses “chave na mão”, cujos modelos são desenvolvidos juntamente com o cliente. O facto de estar sedeada na incubadora do SerQ constitui uma excelente oportunidade para fazer diversos tipos de testes, para aferir a resistência dos materiais e incorporação de novos materiais na construção como disso será exemplo a madeira.

 

A Cofrint é uma empresa do sector de construção civil e vê na incubadora do SerQ uma mais-valia para chegar aos futuros clientes, tirando proveito das dinâmicas que o Centro pode proporcionar.

 

Com a área da incubação esgotada, foi recentemente anunciada pelo Município da Sertã a intenção de criar um pólo do Centro em Cernache do Bonjardim, na Zona Industrial. Trata-se de uma opção da Câmara Municipal da Sertã, que terá o apoio e intervenção do Centro, uma vez que entendeu criar mais espaços para empresas se instalarem no Concelho e concluiu que a melhor forma de o fazer seria através do SerQ.

 

“Vamos responder ao desafio afirmativamente” disse Paulo Farinha Luís.

 

As empresas aqui sedeadas para além do espaço físico, terão ao seu dispor a utilização de números de telefone e fax na documentação da empresa, receção de correio e aviso imediato de correio urgente e/ou registado, atendimento telefónico e apoio administrativo, serviços de impressão (fotocópias e impressão de textos), utilização de sala de reuniões e auditório, acesso à Internet e disponibilização de rede e servidor virtual para utilização individual.

 

”Brevemente, o SerQ – Centro de Inovação e Competências da Floresta irá apresentar, conjuntamente com os parceiros, Universidade de Coimbra e Laboratório Nacional de Engenharia Civil, mais novidades, desta feita no que concerne ao Fablab e à atividade de investigação científica”, disse Paulo Farinha Luís.

Share